A tecnologia móvel como plataforma de inovação no jornalismo de cidades

Carlos Eduardo Franciscato

Resumo


A produção jornalística focada na cobertura de cidades tem tido o incremento de inovações com potencial para alterar as rotinas do repórter e as experiências dos usuários, com base em princípios como mobilidade, ubiquidade e geolocalização. A pesquisa deste artigo dialoga com esse cenário da comunicação móvel por meio do desenvolvimento de um aplicativo para telefones celulares tipo smartphone que auxiliem na qualificação do trabalho jornalístico na cidade de Aracaju, Sergipe. Utilizamos a arquitetura da informação e a cartografia como metodologias para o desenvolvimento do aplicativo.

Palavras-chave


comunicação móvel; jornalismo de cidades; pesquisa aplicada

Texto completo:

PDF

Referências


ANDERSON, C.W., BELL, Emily, SHIRKY, Clay. Jornalismo Pós-Industrial. Adap-tação aos novos tempos. Tradução de Ada Félix. São Paulo: Revista de Jornalismo ESPM, Abr, Mai, Jun 2013, no. 5, ano 2. p. 30-89. Disponível em:http://www.espm.br/download/2012_revista_jornalismo/Revista_de_Jornalismo_ESPM_5/files/assets/common/downloads/REVISTA_5.pdf

BARBOSA, S. Jornalismo digital em base de dados (JDBD): um paradigma para pro-dutos jornalísticos digitais dinâmicos. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universida-de Federal da Bahia, Salvador, 2007.

BLEYEN, Valérie-Anne et al.. A typology of media innovations: Insights from an ex-ploratory study. The Journal of Media Innovations, 1.1, 2014, p. 28-51.

BRUNS, Axel. Media Innovations, User Innovations, Societal Innovations. The Jour-nal of Media Innovations, 1.1, 2014, p. 13-27.

CARVAJAL PRIETO, Miguel. Presentación. In: _______________ et al. Ranking de innovación periodística 2014. Espanha: Universidad Miguel Hernández, 2015, p. 5-6.

CASTELLS, Manuel et al. Comunicación Móvil y Sociedad. Una perspectiva global. Madri: Ariel – Fundación Telefónica, 2007. Disponível online: http://www.eumed.net/libros/2007c/312/indice.htm

CHRISTENSEN, Clayton. The innovator’s dilema – When new Technologies cause great firms to fail. Boston: Harvard Business Review Press, 2016.

DIAMANTAKI, K.; CHARITOS, D.; TSIANOS, N.; LEKKAS Z.. Towards investiga-ting the social dimensions of using locative media within the urban context, Procee-dings of the 3rd IET International Conference on Intelligent Environments, Orga-nising Professional Network: Robotics and Mechatronics, UlmUniversity, Ulm, Germany, 13-15 September 2007, 2007, p. 1-9.

DOGRUEL, Leyla. What is so Special about Media Innovations? A Characterization of the Field. The Journal of Media Innovations, 1.1, 2014, p. 52-69.

FAGERBERG, Jan. Innovation: A Guide to the Literature. Workshop “The Many Guises of Innovation: What we have learnt and where we are heading”. Statistics Cana-da: Ottawa, October 2003, p. 1-22.

FINQUELIEVICH, Susana. Innovación, tecnología y prácticas sociales en las ciudades: hacia los laboratorios vivientes. Revista CTS, nº 9, vol. 3, Agosto 2007, p. 135-152.

FRANCISCATO, C. E. Considerações metodológicas sobre a pesquisa aplicada em jornalismo. In: IV Encontro Nacional da Associação Brasileira dos Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Anais... Porto Alegre: SBPJor, 2006, p. 1-13.

HAMILTON, Jillian G. Ourplace : the convergence of locative media and online parti-cipatory culture. In: The Proceedings of OZCHI 2009, 23-27 November 2009, The University of Melbourne, Melbourne, Victoria, 2009, p. 393-396.

JOHNSON, Steven. Como chegamos até aqui – a história das inovações que fizeram a vida moderna possível. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

KÜNG, Lucy. Innovation, Technology and Organisational Change - Legacy Media’s Big Challenges. In: STORSUL, Tanja; KRUMSVIK, Arne H. (eds.). Media Innova-tions - A Multidisciplinary Study of Change. Nordicom: University of Gothenburg, 2013, p. 9-12.

LEMOS, André. Cibercidades. Um modelo de inteligência coletiva. In: ________ (org.) Cibercidade. As cidades na cibercultura. Editora e-papers: Rio de Janeiro, 2004, p. 19-26.

MORVILLE, P.; ROSENFELD, L. Information architecture for the world wide web. 3rd ed. Sebastopol (CA): O’Reilly Media, 2006.

NUNES, Mônica B. Cartografia e paisagem: o mapa como objeto de estudo. Rev. Inst. Estud. Bras. 2016, n.65, p. 96-119.

PALACIOS, Marcos. Convergência e Memória: Jornalismo, Contexto e História. Matrizes, v. 4, 2010, p. 37-50.

RESMINI, A.; ROSATI, L. A Brief history of information architecture. Journal of Information Architecture, v. 3, n. 2, p. 33-45, 2011.

RONDA LEÓN, R. Arquitectura de información: análisis histórico-conceptual. 2008. Disponível em: Acesso em: 13 mar. 2012.

SANTOS, Milton. Técnica, Espaço, Tempo - Globalização e Meio Técnico-Científico Informacional. 3ª ed. São Paulo: Editora Hucitec 1997.

SILVA, Fernando Firmino da. Jornalismo móvel digital: o uso das tecnologias móveis digitais e a reconfiguração das rotinas de produção da reportagem de campo. 2013. 408 f. (Tese Doutorado). Faculdade de Comunicação Social. Universidade Federal da Bahia – UFBA. Salvador, 2013.

TAVARES, Frederico e VAZ, Paulo. Cidades em “Cidade”. Estudos em Jornalismo e Mídia, Vol.II, Nº 2 2º Sem 2005, p. 51-61.

TIGRE, Paulo B. Gestão da Inovação – A economia da tecnologia no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os artigos publicados nesta revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.