A apropriação da estética do amador no cinema e no telejornal

Felipe da Silva Polydoro, Bruno Simões Costa

Resumo


Neste artigo, investigamos a apropriação dos registros amadores por dois objetos distintos: o telejornalismo (a inserção, nas tele-reportagens, de flagrantes captados por anônimos como documentação visual do ocorrido); e o filme de ficção (a adoção da linguagem rudimentar do amador como artifício realista). Constatamos que, apesar de constituir uma tendência crescente, tal apropriação não vem acompanhada, necessariamente, da adoção de um ponto de vista do outro.

Palavras-chave


Estética do amador; realismo; cinema; telejornalismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os artigos publicados nesta revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.