A queda do muro entre redação e comercial e suas consequências para o jornalismo: um estudo de seis iniciativas financiadas por crowdfunding no Brasil

Felipe Simao Pontes, André Packer dos Santos

Resumo


Este artigo discute como os jornalistas que trabalham em iniciativas financiadas coletivamente representam a divisão de atribuições entre setor comercial e redação. Busca-se expor o enfraquecimento de uma tradição das empresas jornalísticas que demarcava uma divisão física e simbólica entre redação e setor comercial. A partir de novos formatos adotados por organizações jornalísticas, como o crowdfunding, explica-se a transformação da lógica entre comercial e redação. Toma-se como objeto empírico as experiências de seis organizações jornalísticas que tiveram êxito de financiamento na plataforma de crowdfunding Catarse. Defende-se aqui que o reconhecimento da fragilidade e das peculiaridades do modelo igreja (redação)/ estado (comercial) nas organizações jornalísticas da atualidade pode nos oferecer elementos para compreender as transformações do campo jornalístico.

 


Palavras-chave


Redação. Comercial. Crowdfunding. Jornalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


AITAMURTO, Tanja. The impact of crowdfunding on journalism: Case study of Spot. Us, a platform for community-funded reporting. Journalism Practice, v. 5, n.4, p. 429-445, dez. 2011.

ANDERSON, Cris. Free: o futuro dos preços. Rio de Janeiro, Elsevier, 2009.

BENSON, Rodney. Institutional forms of media ownership and their modes of power. In: EIDE, Martin; LARSEN, Leif Ove. Journalism re-examined: Digital Challenges and professional reorientations. Bristol: intellect, 2016. 29-47 p.

CHARRON, Jean e BONVILLE, Jean de. Natureza e transformação do jornalismo – Teoria e pesquisas empíricas. Tradução: Márcia Marques e Rogério dy lá Fuente Gonçalves, 2016.

DEUZE, Mark. WITSCHGE, Tamara. O que o jornalismo está se tornando. Revista Parágrafo, São Paulo, v. 4, n.2 , 6-21 p., jul./dez. 2016.

HUNTER, Andrea. Crowdfunding independent and freelance journalism: Negotiating journalistic norms of autonomy and objectivity. New Media & Society, vol. 17 (2), p. 272288, 2015.

KOVACH, Bill. ROSENTIEL, Tom. Os elementos do jornalismo: o que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração Editorial, 2003. 302 p.

MEYER, Philip. A Ética no Jornalismo. São Paulo: Editora Forense Universitária, 1989.

MEYER, Philip. Os jornais podem desparecer? São Paulo: Editora Contexto, 2007.

TALESE, Gay. O Reino e o Poder. São Paulo: Editora Schwarcz, 2009. 558 p.

TV Cultura. Roda Viva com Caio Túlio Costa. São Paulo: 2008. Disponível em: . Acesso em: 01/03/2018.

ENTREVISTAS

DIAS, Marina Carvalho. Entrevista [nov. 2017]. Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (63 min).

GRAVATÁ, André. Entrevista [nov. 2017). Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (67 min).

NASCIMENTO, Alexandre Costa. Entrevista [nov. 2017]. Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (84 min).

NOGUEIRA, Kiko. Entrevista [out. 2017]. Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (41 min).

PEIXOTO, Clarissa. Entrevista [out 2017]. Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (83 min).

PEREIRA, Flora. Entrevista [nov. 2017]. Entrevistador: André Packer. Ponta Grossa: UEPG, 2017, 1 arquivo em mp3 (79 min).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os artigos publicados nesta revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.