Figuras da memória (coletiva): os documentários como palácios da memória

Josep María Català

Resumo


Este ensaio é uma reflexão a respeito dos Memory Studies e a questão da recuperação da memória por meio da imagem, fixa ou em movimento, a partir dos “Palácios da memória” de Matteo Ricci hoje. Se a modernidade impôs o domínio da história sobre a memória individual e a coletiva, atualmente tende-se a uma operação inversa pela qual toda vontade histórica tende a considerar primordial as formas das outras memórias, consideradas, no entanto, frágeis. O texto propõe transpor as antigas artes da memória e analisar as novas formas desses palácios da memória dentro das novas perspectivas do documentário, sobretudo a partir da potencialização do mundo digital, um regime especial que rege as imagens da memória.

Palavras-chave


Memória; pós-memória; novas perspectivas do documentário; fotografia; doc. 360º.

Texto completo:

PDF

Referências


BARFIELD, Owen. Salvar las apariencias. Un estudio sobre idolatría. Madrid: Atalanta, 2015.

BÖHME, Gernot. Atmosphere as the fundamental concept of a new aesthetics. Thesis Eleven, n. 36, 1993.

BRAUNSTEIN, Néstor. Memoria y Espanto o el Recuerdo de Infancia. México: Siglo XXI, 2010.

___________________. La Memoria del Uno y la Memoria del Otro. Inconsciente y Memoria. México: Siglo XXI, 2012.

BUCK-MORSS, Susan. Dreamworld and Catastrophe. The Passing of Mass Utopia in East and West. Cambridge: MIT

Press, 2002.

CALLE, Sophie. Souvenirs de Berlin-Est. Arles: Actes Sud, 1999.

CATI, Alice; SÁNCHEZ-BIOSCA, Vicente. Questioning the Images of Atrocity: An Introduction. Cinéma & Cie, vol. XV,

nº 24, 2015.

CREWS, Frederick et al. The Memory Wars. Freud’s Legacy in Dispute. Londres: Granta Books, 1995.

DIDI-HUBERMAN, George. Cuando las Imágenes Toman Posición. Madrid: Antonio Machado Libros, 2008.

________________________. Remontages du Temps Subi. L’oeil de l’histoire 2. París: Les Éditions de Minuit, 2010.

________________________ e CHEREUX Clement. Cuando las Imágenes Tocan lo Real. Madrid: Círculo de Bellas Artes,

DELEUZE, Gilles. Francis Bacon. Lógica de la Sensación. Madrid: Arena libros, 2002. Tradução brasileira: Francis

Bacon. Lógica da Sensação. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

HIRSCH, Mirianne. The Generation of Postmemory. Writing and Visual Culture after the Holocaust. Nova York:

Columbia University Press, 2012.

HOFFMAN, Eva. After Such Knowledge. Memory, History, and the Legacy of the Holocaust. Nova York: Public Affaires,

(edição eletrônica, sem números de páginas).

KOSELLECK, Reinhart. Futures Past. On the Semantics of Historical time. Nova York: Columbia University Press, 2004.

MRAZ, John. Nacho López, Mexican photographer. Mexican photographer. Minneapolis: University of Minnesota Press,

ROUDINESCO, Elisabeth. Freud en su Tiempo y en el Nuestro. Barcelona: Debate, 2015. Tradução brasileira: Sigmund

Freud na sua Época e em Nosso Tempo. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

SEBALD, W. G. On the Nature of History of Destruction. Londres: Penguin Books, 2003.

SONTAG, Susan. Ante el dolor de los demás. Madrid: Alfaguara, 2003. Tradução brasileira: Diante da Dor dos outros.

São Paulo: Cia das Letras, 2003.

TAGG, John. The Burden of Representation: Essays in Photographies and Histories. Minneapolis: University of

Minnesota Press, 1993.

RANCIÈRE, Jacques. Las Distancias del Cine. Pontevedra: Ellago Ediciones, 2012. Tradução brasileira: As Distâncias

do Cinema. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SPIEGELMAN, Art. Maus, a História Completa de um Sobrevivente. São Paulo: Cia das Letras, 2005

SPENCE, Jonathan D.. The Memory Palace of Matteo Ricci. Nova York: Penguin Books, 1985. Tradução brasileira: O

Palácio da Memória de Matteo Ricci. História de uma Viagem da Europa da Contra-Reforma à China da Dinastia Ming.

São Paulo: Cia das Letras (1986).

YATES, Frances. The Art of Memory. Chicago: The University of Chicago Press, 1984. Tradução brasileira: A Arte da

Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 2007


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os artigos publicados nesta revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.