Relações de comunicação em novos arranjos alternativos e modelos de produção da notícia

Cláudia Nonato, Fernando Felício Pachi Filho, Roseli Figaro

Resumo


Este artigo apresenta os primeiros resultados da pesquisa As relações de comunicação e as condições de produção no trabalho de jornalistas em arranjos econômicos alternativos às corporações de mídia, iniciada em 2016 e conduzida pelo CPCT, e cujo objetivo principal é analisar as relações de comunicação e as condições de produção no trabalho jornalístico em arranjos econômicos ‘alternativos’ às grandes corporações de mídia.


Palavras-chave


Arranjos econômicos alternativos; trabalho jornalístico; metodologia de pesquisa; jornalismo

Texto completo:

PDF

Referências


BALDIN, N,;, MUNHOZ, E.M.B. Snowball (bola de neve): uma técnica metodológica para pesquisa em educação ambiental comunitária. In: X Congresso Nacional de Educação. Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação – SIRSSE. Anais do X Congresso Nacional de Educação. Seminário Internacional de Representações Sociais, Subjetividade e Educação – SIRSSE. Curitiba: PUCPR, 2011.

DARDOT, P. e LAVAL C. A nova razão do mundo: ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. São Paulo: Objetiva, 2001.

DENZIN, N. K., LINCOLN, Y.S. O planejamento da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Penso, 2006.

FIGARO, R. Atividade de comunicação e de trabalho. Trabalho, educação e saúde, v. 6, n. 1, p. 107-145, mar./jun. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v6n1/07.pdf. Acesso em: 22 mar. 2018.

FIGARO, R., NONATO, C., GROHMANN, R. As mudanças no mundo do trabalho do jornalista. São Paulo: Atlas, 2013.

FIGARO, R.. A triangulação metodológica em pesquisas sobre a Comunicação no mundo do trabalho. Fronteiras: estudos midiáticos, v. 16, n. 2, p. 124-131 maio/agosto, 2014. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/fronteiras/article/viewFile/fem.2014.162.06/4196. Acesso em 22 mar. 2018.

JANKOWSKI, N.W.; WESTER, F. La tradición cualitativa en la investigación sobre las ciencias sociales: contribuciones a la comunicación de masa. In: K.B. JENSEN; N.M. JANKOWSKI (eds.), Metodologias cualitativas de investigación en comunicación de masas. Barcelona: Bosch, 1993, p. 57-91.

LIMA, C.C.N. Jornalistas, blogueiros, migrantes da comunicação: em busca de novos arranjos econômicos para o trabalho jornalístico com maior autonomia e liberdade de expressão. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27152/tde-26062015-112522/pt-br.php. Acesso em 22 mar. 2018.

LOMBARDI, M. Coordinamento e coooperazione nella dinâmica evolutiva dei sistemi produttivi locali Economia e politica industriale, n. 118, 2003.

LUKACS, G. Para uma ontolologia do ser social I. São Paulo: Boitempo, 2012.

MARX, K.; ENGELS,F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

SCHWARTZ, Y., DURRIVE, L. Trabalho e ergologia: conversas sobre a atividade humana. Niterói:EdUFF, 2007.

SUZIGAN, W. et.al. Clusters ou sistemas locais de produção: mapeamento, tipologia e sugestões de políticas. Revista de Economia Política, v.. 24, n. 4 (96), out./dez, 2004


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Os artigos publicados nesta revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.